Tânico ou não tânico, eis a questão.

Tânico ou não tânico, eis a questão.

Muitas vezes você já deve ter ouvido falar do termo “tânico” em relação a um vinho. Vinho muito tânico, vinho pouco tânico, taninos pra lá e pra cá…mas afinal, o que são esses famosos taninos e o que significa para um vinho ser ou não ser tânico?

O que são os taninos?

Os taninos nada mais são que substâncias presentes na casca e nas sementes das uvas. Depois destas substâncias serem passadas ao vinho após a sua vinificação (quando da uva se faz um vinho), especialmente nos vinhos tintos, elas nos dão aquela sensação de adstringência e secura na boca. A peculiaridade dos taninos é, de fato, que eles se ligam a determinadas substâncias da saliva, fazendo com que elas diminuam, “secando” o paladar. O resultado é a perda de lubrificação da cavidade oral, dando uma sensação de secura, como se você estivesse comendo uma banana ou quando você vai ao dentista e ele insiste em te deixar horas de boca aperta.

A grande questão é o que significa para um vinho “ser tânico” ou não?

Afinal, é um ponto positivo ou negativo? Ou nada disso? Na verdade, o importante (como tantas outras coisas na vida) é que estes taninos sejam bem equilibrados. Podemos afirmar que todos os vinhos tintos são tânicos, seja por culpa da uva, por exemplo a uva Sagrantino, ou pelo tipo de vinificação que pode extrair mais ou menos taninos. O importante é que tais componentes que dão “dureza” ao sabor não sejam predominantes, ou seja, que o vinho possua também outros antagonistas de sabor que são capazes de compensá-los como a gradação alcoólica, a suavidade e a sensação de maturidade da uva.

Por isso, da próxima vez que aquele seu colega espertão estiver degustando um vinho e dizer simplesmente que um tinto é tânico, você poderá sempre se opor mostrando o quanto é óbvio a sua afirmação, afinal todos os vinhos tintos são tânicos, o importante é que esta característica não seja predominante mas que as subtâncias “duras” e “macias” de um vinho estejam em harmonia, creando assim um vinho bem equilibrado.

6 Comments

  1. Adorei!!!

    Reply
    • Que bom Sandra, obrigada!

      Reply
  2. Obrigada.

    Reply
  3. mto bem ?

    Reply
  4. Adorei a explicação!

    Reply
    • Obrigada Fabio 🙂

      Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *