Spritz, um aperitivo todo italiano

Spritz, um aperitivo todo italiano

Além de ser famosa pelo Duomo, pela moda e pela Última Ceia de Lernardo da Vinci, Milão também é famosa pelo seu happy hour ou “aperitivo”. É tradição depois do trabalho e nos finais de semana, encontrar-se nos bares milaneses para esquecer o stress do trabalho ou para iniciar uma boa noite bebendo um bom cocktail.


Para acompanhar um drink, diferentes quitutes são oferecidos pelo preço de uma consumação. É possível servir-se livremente de massas, carnes, tira gostos e queijos. São diferentes também os tipo de drinks que se pode escolher: desde drinks sem álcool feitos com frutas a “shakerati”, negroni (o mais tradicional cocktail milanese, com 1/3 de gim, 1/3 de vermout e 1/3 de campari) e porque não, uma boa capirinha de Velho Barreiro. Mas não tem coisa melhor para mim, de família veneta, que degustar um frisante spritz.

O spritz nasce vizinho a esplêndida Venezia mas se difunde rapidamente em toda a Itália. Não existe uma única composição para o spritz mas variantes para cada cidade, por sua vez interpretadas livremente pelo baristas, cada um com uma própria preparação particular. Um denominador comum entre as diferentes versões é a presença do prosecco e da água com gás ou seltz, que em termos de quantidade, devem ser pelo menos 40% e 30%, o restante 30% vem completado das mais variadas tipologias de bebidas alcoólicas, às vezes até misturadas, com uma regra não escrita de preservar sempre a coloração vermelha deste cocktail.

O spritz é perfeito para o happy hour. É um drink não muito alcoólico mas alegre e com certeza adequado ao horário. Pode ser servido com gelo em dias mais quentes ou depois de um dia de praia. Além disso, graças ao seu gosto doce, é muito apreciado pela mulheres que adoram este drink depois de um dia de trabalho.

Como se deve imaginar a preparação é muito simples . A versão que eu prefiro é com certeza aquela de Treviso:
▪ 5/10 Prosecco
▪ 3/10 de Aperol ou Campari
▪ 2/10 de água com gás
▪ uma azeitona inteira ou, para os mais “cools”, uma fatia de laranja

Sirva com amendoins, azeitonas e outros tira gostos e garantimos que seus amigos não irão se decepcionar.

Para mais informações sobre o vinho, conheça melhor o Prosecco.

Saúde!

Também poderá te interessar:

  1. UM ALHO E OLEO DIFERENTE
  2. MEDALHAO AO MOLHO MADEIRA E BRUNELLO
  3. O VINHO E O SEXO
  4. SGROPPINO, UM SORVETE ALCOOLICO

12 Comments

  1. Eu gostei muito das receitas e gostaria de receber suas publicações. Grata,

    Reply
    • Oi Maria, tudo bem? Ao deixar o seu comentário você já deixa automaticamente o seu email para receber atualizações do blog.
      Abraços!

      Reply
      • Parabéns

        Reply
        • GRAZIE!

          Reply
  2. Ótimas receitas!

    Reply
    • Grazie!

      Reply
  3. Gostei muito das receitas e também ficaria grata em recebe-las!

    Reply
    • Ola Zuleika,
      Obrigado. Logo que vamos terdinero para fazer newsletter vc sera a primera a recebir-la. No entretanto fica atualizada no blog!

      Ciao!

      Reply
  4. Gostei das receitas. Claras e a história sempre vem boa. sucesso

    Reply
  5. Adorei a receita

    Reply
    • Obrigada Maria!

      Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Espumosos alternativos ao champaña que arrasan - Coolt - […] chamou a atención ese cóctel de intensa cor laranxa que servían nos locais máis concorridos, o spritz. Ten a…

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *