Dicas para combinar vinho com moqueca

Dicas para combinar vinho com moqueca

Para a moqueca recomendamos um vinho tinto, como o chianti, e até mesmo um vinho branco como o Chardonnay. Vamos descobrir melhor o porquê….


Como já tínhamos falado deste prato na nossa página dedicada as receitas, a moqueca é uma sopa de peixe muito elaborada e bastante saborosa, discretamente gordurosa e que exige um vinho com uma boa estrutura. Existem duas versões da moqueca: moqueca Capixaba do estado do Espírito Santo e a moqueca baiana. Ambas possuem características distintas e requerem uma atenção especial na harmonização de vinhos.

Na moqueca capixaba, o azeite-de-dendê é substituído por azeite de oliva ou de soja e não se coloca leite de coco. Além disso, tudo vem cozinhado em um recipiente típico, feito de argila. Com esta versão, que é aquela que mais se aproxima a uma sopa de peixe italiana, você também pode arriscar um vinho de médio corpo tinto como o Chianti (não aquele Clássico), que tem uma boa acidez e persistência aromática.

Em contraste, a moqueca baiana é influenciada pela cozinha africano e é geralmente enriquecida com camarão e outros crustáceos. Ela possui também o azeite-de-dendê, o coco e leite de coco. Neste caso, também é necessário um vinho mais saboroso mas dada a presença de crustáceos, parece ousado demais para nós indicar um vinho tinto. Nós preferimos um vinho branco com uma textura mais macia como o Pecorino (que também é muito adequado à receita anterior, se você preferir um vinho branco), com aromas tropicais que são bem adequados para os sabores brasileiros ou o Chardonnay, que contrasta muito bem com a acidez do tomate .

Saúde!!

Também poderá te interessar:

  1. CARACTERISTICAS DO CHARDONNAY
  2. O MUNDO DO CHIANTI
  3. SUSHI E VINHO
  4. VINHO TINTO E PEIXE

1 Comment

  1. Olá Luiz!
    Muito obrigada por deixar o seu comentário, é bem este o caminho que queremos seguir com esse blog, usando-o como espaço para dividir ideias e experiências com o vinho.
    No final, é sempre uma questão de gosto. Com certeza o seu comentário vai servir como dica para os outros que estão lendo e que talvez não gostem da ideia do Chianti.
    A gente, de qualquer maneira, ainda é a favor do Chianti. Afinal gosto é gosto 🙂
    Valeu!

    Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *